Sul-africanos realizam protestos violentos contra prisão do ex-presidente Jacob Zuma

Protestos na África do Sul contra a prisão do ex-presidente Jacob Zuma estão se tornando mais violentos depois das restrições para o coronavírus terem sido intensificadas no país.

As manifestações vêm ocorrendo desde que o ex-presidente foi preso na quarta-feira da semana passada. Ele está sendo acusado de ter participado de esquemas de corrupção enquanto ainda estava no poder.

A imprensa local está reportando que centenas de pessoas invadiram um shopping na cidade de Durban, localizada no sudeste do país. De acordo com as reportagens, policiais atiraram balas de borracha para dispersar a multidão e diversos caminhões foram incendiados. Lojas que vendem bebidas alcoólicas e outros estabelecimentos em Johanesburgo, a maior cidade da África do Sul, também teriam sido saqueadas.

Policiais anunciaram terem detido 62 pessoas. O atual presidente, Cyril Ramaphosa, prometeu tomar medidas contra os protestos violentos.

No domingo, ele havia anunciado uma extensão de duas semanas das medidas de lockdown que foram impostas no final de junho, como decorrência do aumento na disseminação do coronavírus no país.

As restrições para combater o coronavírus têm causado um grande impacto na economia sul-africana. Analistas afirmam que a população mais pobre está se tornando cada vez mais insatisfeita com a situação econômica, o que acreditam ser um fator por trás da violência dos protestos. *NHK

Categorias:Internacional, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.