Osso esculpido por neandertais desafia ideia de humanos modernos serem únicos a criar arte

Cientistas descobriram um osso de veado pré-histórico de mais de 50.000 anos, no qual neandertais talharam asnas, linhas e incisões, ações que até agora se acreditava serem exclusivas dos Homo sapiens.

Os neandertais esculpiram um osso há 51.000 anos, indicando que sabiam criar objetos de arte, revela um comunicado de segunda-feira (5) da Universidade de Gottingen, Alemanha.

Trata-se de um osso de cervo gigante, um veado pré-histórico, que foi encontrado durante pesquisas realizadas desde 2019 em uma caverna nas montanhas Harz, no norte do país europeu, contendo uma talha de asnas sobrepostas, linhas em forma de V invertido e uma linha de incisões menores em sua extremidade inferior.

Os paleontólogos realizaram uma análise microscópica e uma replicação experimental, que levaram a concluir que o osso foi primeiramente cozido para amolecê-lo antes de ser esculpido. A falta de cervos gigantes ao norte dos Alpes na época aponta para um significado simbólico do osso, garantem os autores do estudo publicado na revista Nature Ecology and Evolution. *Com Sputnik

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.