Manifestantes gritam ‘Morte a Khamenei’ enquanto blecautes mergulham o Irã no caos

Cortes de eletricidade generalizados geraram protestos em cidades iranianas no fim de semana e continuaram na terça-feira, mergulhando a república islâmica no caos.

A eletricidade é fortemente subsidiada no Irã e o recente aumento no consumo tem sido motivo de preocupação em Teerã. O jornal Persa, com sede em Londres, Iran International citou dados da empresa de gerenciamento de rede do Irã, dizendo que desde as primeiras horas da manhã de terça-feira, o consumo subiu para mais de 64.000 megawatts, 9.800 MW maior do que no mesmo período do ano passado, com uso diário de sistemas de refrigeração indexada em cerca de 19.000 MW.

O governo iraniano se desculpou pelos cortes de energia, que atribuiu à forte seca e à alta demanda.

O presidente Hassan Rouhani explicou em um discurso transmitido pela televisão na terça-feira pela manhã que a seca fez com que a maioria das usinas hidrelétricas do país não funcionasse e que o consumo de eletricidade aumentou porque as pessoas usaram ar condicionado para lidar com o intenso calor do verão.

Embora as manifestações de rua fossem escassas, pequenos grupos de manifestantes na capital iraniana gritavam “Morte ao ditador” e “Morte a Khamenei” em referência ao líder supremo aiatolá Ali Khamenei. *Informações Israel Hayom

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.