Pesquisadores japoneses analisam possíveis efeitos colaterais da vacina da Moderna

Pesquisadores japoneses divulgaram os resultados de um estudo sobre os possíveis efeitos colaterais da vacina contra o coronavírus da Moderna.

A equipe do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social monitorou cerca de 1.400 membros das Forças de Autodefesa após receberem a primeira dose.

Foi descoberto que dores no local de aplicação da injeção eram a reação adversa mais comum após a vacinação. Sessenta e três por cento dos participantes tiveram esta reação no dia em que foi aplicada a injeção, enquanto 86% se queixaram das dores no dia seguinte, e 68%, dois dias depois da vacinação.

Fadiga foi observada em 13% das pessoas no primeiro dia, 22% no dia seguinte, e 16%, dois dias depois.

Um por cento dos membros que foram vacinados teve febre de 37,5 graus ou superior no primeiro dia. Quatro por cento relataram febre no segundo dia, e 2%, no terceiro dia.

Os pesquisadores concluíram que reações adversas são registradas com maior frequência um dia após a aplicação da injeção, e tendem a desaparecer depois de três dias. Eles afirmam também que jovens, em especial aqueles na casa dos 20 anos, são mais propensos a desenvolver sintomas como fadiga e febre.

Ito Suminobu, professor visitante da Escola de Medicina da Universidade Juntendo, afirma que as pessoas devem estar preparadas para mais efeitos colaterais após a segunda dose. *NHK

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.