China acelera capacidades para invadir e tomar Taiwan até 2027, adverte general dos EUA

General Mark Milley, chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, disse que uma guerra contra a China colocaria sérios problemas para o Exército dos EUA, embora as forças americanas atualmente sejam mais fortes que o Exército de Pequim.

O alto comandante do Pentágono falava nesta quarta-feira (23) no Comitê de Serviços Armados da Câmara de Representantes dos EUA sobre o orçamento da defesa de US$ 753 bilhões (R$ 3,72 trilhões) para o ano fiscal de 2022, um montante considerado por alguns republicanos insuficiente para conter o crescente poder militar da China.

Uma guerra com a China “seria um enorme e caro empreendimento em termos de todas as medidas e eu estaria preocupado com a capacidade de sustentar um conflito de longo prazo”, disse o general Milley.

O alto comandante do Pentágono destacou que a China criou “um exército extraordinariamente capaz” através de décadas de modernização e gastando bilhões de dólares em novas armas.

O general Milley advertiu que as forças militares chinesas poderiam superar as forças americanas em alguns anos à frente, inclusive nas áreas de guerra cibernética, armamento espacial e guerra submarina. Outros sistemas emergentes da capacidade militar chinesa incluem mísseis hipersônicos, armas robóticas avançadas e sistemas de computador de altíssima potência. *Informações Sputnik

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.