México e Argentina convocam seus embaixadores na Nicarágua para consultas após a repressão

Os governos da Argentina e do México informaram nesta segunda-feira que instruíram seus embaixadores a irem a suas respectivas capitais para informar sobre os crimes de repúdio às violações dos direitos humanos cometidos pelo regime de Ortega.

A Nicarágua colocou seus oponentes naquele país em risco, informou o Ministério das Relações Exteriores do México na segunda-feira.

Segundo comunicado conjunto, o objetivo da medida é ” realizar consultas sobre as preocupantes ações político-jurídicas levadas a cabo pelo governo nicaraguense nos últimos dias, que colocam em risco a integridade e a liberdade de várias figuras da oposição “.

De acordo com o comunicado de imprensa do Ministério de Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto da Argentina “permanecerão atentos à evolução dos acontecimentos relacionados com a irmã República da Nicarágua e continuarão a promover de forma inequívoca o pleno respeito e a promoção dos direitos humanos, liberdades civis, políticas e expressão de cada pessoa, independentemente da sua nacionalidade e / ou profissão ”.

Ofereceram também a sua ajuda para promover um “diálogo” que contribua para uma resolução pacífica desta situação, “respeitando a divisão de poderes, o respeito pelas minorias, as garantias constitucionais e (…) o pleno respeito pelo Estado de direito e por todos os direitos humanos” .

A Nicarágua está passando por uma crise política após a prisão de cinco candidatos presidenciais e mais uma dúzia de oponentes desde 2 de junho passado. 

A mais recente dessas prisões ocorreu no domingo, quando o candidato à presidência e jornalista Miguel Mora foi privado de liberdade.

Mora é acusado de ” incitar a interferência estrangeira nos assuntos internos e solicitar intervenções militares “, com base em uma lei que o governo do presidente Daniel Ortega aplica aos oponentes.

A escalada ocorre cinco meses antes das eleições gerais, nas quais não está descartado que Ortega, de 75 anos e 14 anos consecutivos no poder, busque um quarto mandato consecutivo.

Os embaixadores chamados para consultas são Gustavo Alonso Cabrera (México) e Mateo Daniel Capitanich (Argentina), segundo o comunicado. *NTN24

Categorias:Américas, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.