Agência estatal chinesa Xinhua critica declaração conjunta do G7

A imprensa estatal chinesa criticou os líderes do G7 por terem mencionado Taiwan e outras questões relacionadas à China em seu comunicado conjunto.

Os líderes do G7 discutiram questões globais, incluindo formas de lidar com a presença internacional cada vez maior da China. O encontro de três dias foi concluído no domingo no Reino Unido.

No comunicado, o G7 ressaltou a importância da paz e da estabilidade ao longo do Estreito de Taiwan.

O documento também destaca o pedido dos líderes para que a China respeite os direitos humanos e as liberdades fundamentais na região autônoma de Xinjiang Uygur e em Hong Kong.

Na versão em inglês de seu site, a agência de notícias Xinhua afirmou que “mesmo em nome de um sistema baseado em regras e no direito internacional, a declaração conjunta do G7 não deixou de mencionar questões relacionadas a Xinjiang, Hong Kong, Taiwan e sobre os Mares da China Oriental e Meridional”.

A agência também disse que o comunicado do G7 mencionou esses assuntos “apesar de promessas de cooperação com a China para combater desafios globais comuns, tais como as mudanças climáticas”.

A Xinhua citou um especialista da Universidade de Cambridge, afirmando que “o G7 estaria cometendo um erro caso busque excluir ou deter a China”.

Já na versão em chinês, a Xinhua reportou que os líderes do G7 decidiram oferecer um bilhão de doses da vacina do coronavírus para nações mais pobres, mas não mencionou que assuntos chineses foram incluídos no comunicado. *NHK

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.