Governo dos EUA pede transparência sobre incidente da Praça da Paz Celestial

O governo dos Estados Unidos emitiu uma declaração criticando veementemente a China em relação ao que chama de “massacre da Praça da Paz Celestial”, em 1989.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, emitiu uma declaração na quinta-feira, na véspera do trigésimo segundo aniversário da repressão que resultou em mortes de manifestantes pró-democracia em Pequim.

Segundo Blinken, as dezenas de milhares de indivíduos que se reuniram na praça queriam apenas que o governo chinês reconhecesse e respeitasse seus direitos humanos, mas as autoridades responderam com violência.

Ele escreveu: “A coragem dos bravos indivíduos que saíram ombro a ombro no dia 4 de junho nos lembra que nunca devemos deixar de buscar a transparência sobre os eventos daquele dia, incluindo uma lista completa de todos que foram mortos, detidos ou desaparecidos.”

O secretário acrescentou: “As manifestações na Praça da Paz Celestial ecoam na luta pela democracia e liberdade em Hong Kong, onde uma vigília que estava planejada para homenagear as vítimas do massacre na Praça da Paz Celestial foi proibida pelas autoridades locais.”

Blinken disse ainda: “Os Estados Unidos vão continuar apoiando o povo da China em seus pedidos para que o governo respeite seus direitos humanos universais. Honramos os sacrifícios daqueles que foram mortos há 32 anos, e dos corajosos ativistas que persistem na luta hoje, enfrentando a contínua repressão do governo.”

Esta foi a primeira declaração sobre o evento da Praça da Paz Celestial emitida pelo governo de Joe Biden. Governos anteriores dos Estados Unidos também criticaram Pequim no dia 4 de junho, data do incidente. *NHK

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.