Ex-executivo da Nissan defende ser inocente

O ex-executivo da Nissan Motor, Greg Kelly, negou novamente as alegações de que tenha conspirado junto com o ex-presidente da Nissan, Carlos Ghosn, e subdeclarado a remuneração do ex-dirigente da empresa.

Kelly, 64 anos, está sendo julgado por alegadamente ter subdeclarado a remuneração de Ghosn na função de executivo nos relatórios da empresa. Ele respondeu às perguntas no tribunal na quarta-feira.

Kelly foi um assessor muito próximo de Ghosn. Ele disse ao tribunal que nunca conspirou com Ghosn ou qualquer outro executivo da Nissan. Ele disse também que nunca enviou relatórios contendo informações falsas.

Foi pedido a Kelly que explicasse o motivo dele ter considerado realizar pagamentos além dos valores declarados. Ele disse que a remuneração de Ghosn era muito inferior aos valores que um CEO capaz normalmente receberia.

Ele disse que manter Ghosn no cargo seria benéfico para a Nissan, e por isso considerou vários meios para mantê-lo no cargo.

Kelly será interrogado mais dez vezes.

Vários executivos atuais e ex-funcionários da direção da Nissan testemunharam no tribunal que sentiram haver algo ilegal no pagamento de Ghosn na função de executivo. *NHK

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.