Israel: Tragédia atinge o evento Lag B’Omer no Monte Meron

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu anunciou nesta sexta-feira (20) que domingo seria um “dia de luto nacional” pelo desastre que afetou o tradicional encontro de Lag B’Omer no Monte Meron durante a noite.

Dezenas de pessoas morreram esmagadas em uma debandada que estourou nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira no complexo de orações, onde dezenas de milhares de fiéis, em sua maioria ultraortodoxos, estavam reunidos. Pelo menos 45 pessoas foram confirmadas como mortas e 150 feridos, com dezenas em estado grave e vários definidos como críticos.

Visitando a cena na manhã de sexta-feira, o primeiro-ministro disse: “O desastre no Monte Meron é uma das tragédias mais difíceis de atingir Israel. Faremos uma investigação completa para garantir que esse tipo de tragédia nunca aconteça novamente.

At least 45 dead, 150 injured as tragedy strikes Lag B'Omer event at Mt. Meron

O incidente aconteceu por volta de uma da manhã, mas a causa específica do desastre na celebração principal em homenagem ao Rabino Shimon Bar Yochai, um sábio e místico do século 2 que está enterrado lá, não foi imediatamente esclarecida.

Relatórios iniciais disseram que um estande desabou em um dos cultos onde milhares de pessoas estavam participando. No entanto, Magen David Adom disse que a tragédia foi causada pela superlotação em uma passagem estreita no complexo de orações.

Uma ambulância tentando passar pela multidão no Monte Meron. (Yehuda Peretz)

Por volta da meia-noite de quinta-feira, os organizadores estimaram que cerca de 100.000 pessoas estavam no local, com mais 100.000 esperados para chegar na manhã desta sexta-feira.

Durante sua visita ao local, Netanyahu observou: “Houve cenas de partir o coração aqui. Pessoas que foram esmagadas até a morte, incluindo crianças”.

O evento foi o primeiro grande encontro religioso a ser realizado legalmente desde que Israel suspendeu quase todas as restrições relacionadas à pandemia do coronavírus. O país viu os casos despencarem desde o lançamento de uma das campanhas de vacinação mais bem-sucedidas do mundo no ano passado.

As autoridades de saúde, no entanto, alertaram contra a realização de uma reunião tão grande.

Este é o primeiro desastre desse porte a acontecer no complexo do Monte Meron em 110 anos.

Em 1911, uma grade do telhado desabou e 100 pessoas caíram 8 metros (26 pés), sobre a multidão que estava abaixo deles. Onze pessoas foram mortas e 40 ficaram feridas. Os registros disponíveis mostram que, na época, 10.000 pessoas compareceram ao festival. *Com informações Israel Hayom

Categorias:Internacional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.