Ordenada a prisão do ex-presidente salvadorenho Funes por novos crime

Ordenada a prisão do ex-presidente salvadorenho Funes por novos crime

O Ministério de El Salvador na terça-feira ordenou a prisão do ex-presidente Mauricio Funes, atualmente no exílio na Nicarágua, depois de acusá-lo de mais crimes de corrupção pelo ex-promotor geral Luis Martinez e 23 outros.

“Neste dia, 25 mandados de prisão foram emitidos, inclusive contra Carlos Mauricio Funes, ex-presidente da República”, disse o procurador-geral Douglas Meléndez em entrevista coletiva.

O novo mandado de prisão contra Funes é “para atos de corrupção ligados ao ex-promotor geral Luis Martinez”, disse o Gabinete do Procurador-Geral (FGR) em sua conta na rede Twitter.

Funes é acusado de desviar 351 milhões de dólares durante seu governo (2009-2014).

O ex-mandatário recebeu asilo do governo de Daniel Ortega em setembro de 2016, depois de se considerar perseguido politicamente e alegar que sua vida estava em perigo.

De acordo com Melendez, o presidente salvadorenho teria “subornos pagos” para o ex-procurador-geral de “ser protegidos e não ser investigado em certos casos” brigando com a lei.

Entre esses casos, há uma trégua que em 2012 declarou unilateralmente gangues e permitiu a redução de homicídios no país, disse o procurador-geral que não entrou em detalhes sobre o assunto.

No caso do ex-promotor geral, ele está preso desde agosto de 2016, indicado para outros crimes e agora enfrenta a nova acusação criminal.

De acordo com o procurador-geral, Martinez recebeu em troca de atos ilegais “dinheiro, favores, viagens, veículos, entre outras coisas”.

Fontes: Jornal El Patriota

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: